Seja bem vindo!

Aqui você vai poder ver, comentar, discutir, sobre vários assuntos, e é claro, de maneira saudável. Espero poder passar claramente diferentes idéias e pensamentos e que destes você possa concluir seus próprios conceitos. Boa leitura e volte sempre!

Páginas

NÃO SÃO AS RESPOSTAS QUE MOVEM O MUNDO E SIM AS PERGUNTAS!

sábado, 22 de maio de 2010

Emoção x Razão

"Quando agir com a emoção?"; "Quando agir com a razão?" ...

Na maioria das vezes o juízo nos faz optar pela razão. Porém quando se é mais sensível, impulsivo, acaba-se optando pela emoção. Mas no fim, qual é o melhor caminho?

Muitas pessoas acham de devemos agir pela emoção, "seguir nosso coração"; fazer e dizer tudo o que sentimos no momento que quisermos sem deixar para depois, viver o momento, o hoje. Como popularmente se diz "Carpe Diem" ("Aproveite o dia").
Outras pessoas, no entanto, optam pela racionalidade. Que devemos pensar muito antes de agir, falar, etc. Acham que, assim, a possibilidade de não se arrepender depois é maior.

Porém, nos últimos dias, cheguei a seguinte conclusão: Essas duas se completam!
Afinal uma não pode ser sem a outra. Pensem bem: a razão torna-se monótona sem uma pitada de emoção; assim como a emoção perde totalmente o sentido com a ausência da razão!
Compreendem?!
A emoção dá a razão um toque de humanização, para que não promova somente uma ação sóbria e seca. E a razão confere à emoção o limite, o controle.

Portanto, emoção e razão sempre andarão de mãos dadas. Legal né?

Muito obrigada pela visita e por esses 5 minutinhos.
Grande abraço a todos vocês, queridos leitores!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O que cai bem aos ouvidos...

É supreendente como as pessoas recriminam obras e autores quando se deparam com críticas a nossa vida cotidiana. O que acontece é que as pessoas na grande maiorias das vezes não aceitam críticas, não gostam de serem questionadas ou mesmo alertadas em relação ao que estão "acostumadas" a fazer ou em relação ao que julgam ser o certo. Sempre censuramos o que escutamos e o que lemos quando os argumentos não estão de acordo com o modo que agimos. Só nos colocamos abertos a ouvir o que for do nosso agrado, o que "cai bem aos ouvidos". Não deveria ser assim. Também é preciso saber ouvir, comparar idéias e pensamentos diferentes e assim apliar nossos conhecimentos, nossos horizontes. Não que se deva sempre concordar plenamente com tudo que é dito. A questão é que devemos aprender a fazer das críticas, ferramentas construtivas para a vida. Ou como popularmente é dito, ver o lado bom de tudo.

Aquele abraço a todos!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Educação às avessas!

Onde estão os verdadeiros valores? A que as pessoas têm dado mais valor hoje? O que os pais têm ensinado aos seus filhos? O que as crianças e jovens tem aprendido hoje em dia? Onde está o respeito? Onde está a educação? Sim, a educação... Não é ela a base de tudo isso? É através dela que se obtêm o respeito, é através dela que se obtêm a admiração e é através dela que se obtêm outros valores essenciais.

A educação na grande maioria das vezes, ou quase sempre, se aprende em casa, certo? Portanto se alguém não tem educação a responsabilidade é dos pais. Mas é preciso saber que nem sempre os pais têm 100% de culpa nessa história. O mundo (e o mundo a que me refiro nesse caso é a sociedade) em que vivemos hoje está muito contaminado com a falta da devida educação o que acaba, por vezes, influenciando na educação das crianças e jovens dos nossos dias. É nessa hora que entra a responsabilidade dos pais pois, uma vez que a educação que eles deram no tempo oportuno foi fraca, tudo o que a criança ou jovem vai aprender fora de casa vai contar em sua formação. Ou seja, se a base da educação que se teve em casa foi boa e a pessoa em questão já obtiver conhecimento e valores humanos, dificilmente irá se corromper. Pode também acontecer, em mais raras ocasiões, de a criança ter como influência uma pessoa de fora que tenha bons valores e se deixar influenciar por esta, apesar da frágil educação dos pais (seja pela pouca convivência ou por diversos outros fatores), sendo assim uma pessoa de valores mais nobres e mais educada que outras que não tiveram tal influência, mas isso depende do grau de maturidade da pessoa e do seu nível de compreensão de mundo.

Um grande mal que podemos citar também, são as fontes das quais as crianças têm grande acesso e que muitas vezes não passam bons conteúdos e aprendizados. E isso pode ser repassado nas escolas, na rua, ou em qualquer meio onde crianças e adolescentes possam estar em contato uns com os outros. Uma criança vai sendo influenciada por outra, pelos coleguinhas e assim por diante. Mais triste ainda é quando essas crianças vão crescendo (só de tamanho) e se tornando jovens sem o mínimo de escrúpulos ou educação, maturidade ou respeito. Apesar da consciência eles acham que estão no direito de responder com grosseria uma pessoa mais velha, como por exemplo um professor, e que estão com a razão. Acham que é bonito quando, na verdade, deveriam usar da humildade e da boa educação para relacionar-se a esses.
Enfim, as crianças e principalmente os jovens de hoje, precisam criar esta consciência de educação e valores essenciais para que possam amadurecer e agir como pessoas mais humanizadas.
Eis um desabafo...
Obrigada.
Aquele abraço a todos vocês!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

O Capitalismo

A que idéia podemos chegar em relação ao capitalismo?

Há muito o sistema do capital vem propagando a idéia de que o capital é uma grande melhoria para a população e que somos uma sociedade livre.
Porém, é uma grande ilusão acreditar na idéia de que é o fim da Era dos Impérios pois ao contrário disso esta é a fase potencialmente mais perigosa.

Um claro e óbvio exemplo é o poder norte-americano. E sua agressividade política está fortemente favorecida pela globalização e esta vem sendo caracterizada de forma cruel pela destruição ambiental, pela desvalorização do trabalho, pelos massacres dos povos, pela perda dos sentidos dos valores de humanidade e de vida social, impondo ao mundo uma política de destruição próxima de seu limite último.

A nossa sociedade, hoje, passa por uma séria crise estrutural do capital e uma manifestação clara de tudo isso, podemos citar como exemplo, os atos terroristas.

Gente, existe mesmo uma urgente necessidade de um movimento radical de massa contra o imperialismo do capital que acaba por ser opressor, manipulador da mente das pessoas seja por meio da propaganda, do que é "atraente", seja por meio imposição do poder de domínio dele sobre os povos. Isto, para que a humanidade possa garantir um futuro. Seu futuro. É preciso que criemos esta consciência.

Obrigada mais uma vez pela atenção.
Grande abraço a todos!